terça-feira, 27 de setembro de 2011

ESPECIALISTAS DISCUTEM LEGADO E SUSTENTABILIDADE EM MANAUS


 Evento tem como um dos focos partilhar experiências bem sucedidas e debater a melhor forma de o país fazer com que o Mundial repercuta na vida dos cidadãos.

Publicado originalmente no Portal da Copa.

Discutir experiências e boas práticas ambientais em grandes eventos esportivos. Com esse objetivo, o Ministério do Esporte e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) promovem o Seminário Internacional Copa 2014: Sustentabilidade e Legado. O encontro será aberto nesta quarta-feira (28.09), às 9h, no Hotel Caesar Business, em Manaus.

No período da manhã, o conselheiro da Cidade do Cabo (África do Sul) Brett Herron, o mestre em Desenvolvimento Urbano de Barcelona (Espanha) Pablo Viggione e o embaixador sul-coreano Bok-Hyung Lee são os convidados do painel “Experiências Internacionais de Sustentabilidade em Megaeventos Esportivos”. O debate terá continuidade às 16h50, com palestras de David Noemi, do Comitê Organizador da Copa Feminina da Alemanha, e Alan Charlton, embaixador do Reino Unido no Brasil.

No segundo dia, o coordenador da Câmara Temática de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Ministério do Esporte, Cláudio Roberto Langone, apresentará as diretrizes brasileiras e a metodologia de trabalho da Agenda de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Copa 2014. Representantes dos ministérios do Meio Ambiente, do Desenvolvimento Agrário e do Esporte mostrarão as atividades desenvolvidas pelos cinco núcleos temáticos que compõem a Câmara.

Soluções inovadoras para as cidades-sede são o tema do painel IV, em que vários palestrantes discutirão eficiência energética, resíduos sólidos, gestão e enfoque multiuso das arenas, mobilidade urbana e mudanças climáticas. Participarão o mestre em planejamento de transportes Paulo Sérgio Custódio; o presidente do Conselho de Turismo e Convenções de Amsterdã (Holanda), Henk Markerink; o diretor do Instituto Nacional de Eficiência Energética, Jayme Buarque de Hollanda; o especialista em resíduos sólidos Tarcísio de Paula Pinto; a pesquisadora do Laboratório Interdisciplinar de Meio Ambiente – Lima/Coppe/UFRJ Denise da Silva de Sousa; e o mestre em ciências do ambiente e sustentabilidade Lucio Rabelo.

No Painel V, sobre desafios e oportunidades para as cidades-sede, Pablo Vaggione e Bok-Hyung Lee voltarão a participar como palestrantes, ao lado do diretor do Centro de Excelência em Turismo da Universidade de Brasília, Neio Campos, e do membro da Autoridade Olímpica de Londres Ed McCann.
O seminário reunirá gestores governamentais, pesquisadores, membros da Câmara Temática de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Copa 2014, representantes da FIFA e do Comitê Organizador Local (COL) da Copa, representantes internacionais de cidades e países que já organizaram megaeventos esportivos, além de autoridades e personalidades nacionais e internacionais.


Fonte: PORTAL DA COPA




Acompanhe o Blog pelo Twitter e Facebook



SEMINÁRIO INTERNACIONAL “COPA 2014: SUSTENTABILIDADE E LEGADO”

Manaus sedia esta semana, dias 28 e 29 de Setembro, o SEMINÁRIO INTERNACIONAL “COPA 2014: SUSTENTABILIDADE E LEGADO”, evento organizado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID e pelo Ministério do Esporte.

A Copa do Mundo 2014 representa uma oportunidade única para o Brasil maximizar os benefícios resultantes dos investimentos estruturais, sociais e ambientais muito além do evento em si, definindo a sustentabilidade e o legado das ações em curso como foco das atividades de preparação das cidades-sede.

O BID e o Ministério do Esporte atualmente desenvolvem uma parceria por meio da Cooperação Técnica “Grandes Eventos Esportivos e Planejamento de Desenvolvimento Urbano: Intercâmbio de Melhores Práticas”, cujo objetivo é a troca de experiências e a assistência técnica às cidades que receberão eventos da Copa do Mundo 2014 e da Olimpíada 2016.

Este evento oferecerá uma plataforma para apresentar e trocar ideias sobre casos de sucesso nas áreas de desenvolvimento urbano, desenvolvimento ambiental e sustentabilidade em relação a grandes eventos esportivos. Os participantes terão a oportunidade de aprender com as experiências e melhores práticas internacionais, e discutir com especialistas sobre soluções inovadoras e sua aplicação.

São parceiros na realização do evento a Prefeitura de Manaus e o Governo do Estado do Amazonas.
Maiores informações podem ser obtidas no site http://www.copa2014.gov.br.




Acompanhe o Blog pelo Twitter e Facebook





quinta-feira, 22 de setembro de 2011

DIA MUNDIAL SEM CARRO




Texto publicado originalmente no D24am.

Já pensou em deixar o carro em casa e usar outro modal de transporte? Hoje, 22 de setembro, comemora-se o Dia Mundial sem Carro. A data tem o objetivo de fazer com que a população reflita sobre os impactos do uso excessivo de automóveis e os danos causados ao meio ambiente. A Prefeitura de Manaus - por meio da Secretaria Municipal de Desporto e Lazer (Semdej) e do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans)-, aderiu à campanha e fechou parceria com o grupo “Pedala Manaus”.

Os órgãos e o “Pedala Manaus” prepararam uma programação especial para a data. Às 8h, os ciclistas se encontrarão no Parque dos Bilhares, onde tomarão um café da manhã. Depois, seguirão de bicicleta até a UniNilton Lins, fazendo o percurso Avenida Djalma Batista - Av. Boulevard Alvaro Maia - Av. Umberto Calderaro Filho (antiga Rua Paraíba) –Av. Perimetral I e por fim, Av. Marque de Inhambupe. No local, será realizado um workshop, com o tema “A bicicleta como alternativa de mobilidade urbana: Potencial e desafios”.

No workshop, com início previsto para as 11h, estarão presentes representantes do Governo do Estado, Manaustrans, além do Secretário Fabrício Lima (Semdej) e Ricardo Braga-Neto “Saci” (representante do Pedala Manaus) para uma breve apresentação de alguns minutos sobre a bicicleta como meio de transporte, seguida de discussão entre todos sobre modelos de infra-estrutura já desenvolvidos em outras localidades, políticas públicas, desafios e o potencial para a cidade de Manaus.

“A cada ano, essa ideia vem ganhando mais adeptos, e a expectativa para esta quinta-feira (22) são as melhores possíveis. Queremos mostrar os benefícios da bicicleta para o trânsito enquanto meio de transporte não poluente”, ressalta o titular da Semdej, Fabrício Lima.


FONTE: D24am


Acompanhe o Blog pelo Twitter e Facebook



CURSO: OUTORGA ONEROSA DO DIREITO DE CONSTRUIR E OPERAÇÕES URBANAS CONSORCIADAS

CURSO DE REGULAMENTAÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO DA OUTORGA ONEROSA DO DIREITO DE CONSTRUIR E OPERAÇÕES URBANAS CONSORCIADAS


A Secretaria Nacional de Programas Urbanos em parceria com o Instituto Lincoln de Políticas Urbanas promove o Curso de Regulamentação e Implementação da Outorga Onerosa do Direito de Construir e Operações Urbanas Consorciadas.

O objetivo do curso é demonstrar conceitos, diretrizes e alternativas para que municípios regulamentem estes instrumentos de forma alinhada aos preceitos sociais do Estatuto da Cidade e de forma a promover a gestão social da valorização da terra.

Este evento faz parte de um conjunto de ações do Ministério das Cidades para apoiar a implementação do Estatuto da Cidade, num contexto em que diversas ações públicas e privadas têm gerado a dinamização do mercado de terras nas cidades e principalmente a valorização imobiliária, sendo oportuno que os municípios tirem partido do seu poder de regulação do uso do solo para fazer com que esta valorização traga benefícios à sociedade.

Com uma etapa virtual e presencial, estima-se a participação de gestores e técnicos dos Municípios, Estados e Governo Federal e agentes sociais, técnicos e políticos envolvidos na elaboração e consolidação da política urbana, especialmente os municípios envolvidos nos grandes eventos esportivos (Copa do Mundo da FIFA e Olimpíadas Mundiais) e que têm recebidos recursos do PAC para a realização de grandes empreendimentos.

Faça sua inscrição (http://www.cidades.gov.br/operacoesurbanas) e participe! As vagas são limitadas a 50 pessoas.


Fonte: FNA



Acompanhe o Blog pelo Twitter e Facebook




terça-feira, 20 de setembro de 2011

ELEIÇÕES DO CAU: PUBLICADO A NOMINATA DAS CHAPAS CONCORRENTES



Foi publicado esta semana no site oficial do CAU – Conselho de Arquitetura e Urbanismo (www.cau.org.br) as Chapas Estaduais homologadas pelas Comissões Eleitorais dos Estados e Comissão Nacional.

A Eleição para o Conselho de Arquitetura e Urbanismo ocorrerá no dia 26 de outubro deste ano, no horário de 0 (zero) às 20:00 (vinte) horas (horário de Brasília), em todo o país, exclusivamente pela rede mundial de computadores - INTERNET, no sítio eletrônico www.votarquiteto.com.br, mediante senha individual a ser fornecida aos eleitores.

Conforme informação retirada do site, a quantidades de Chapas concorrentes por Estado ficou assim definidos:

ESTADOS COM CHAPA ÚNICA:
Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins.

ESTADOS COM DUAS CHAPAS:
Acre, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia e São Paulo.

ESTADOS COM TRÊS CHAPAS:
Alagoas e Goiás.

ESTADOS COM QUATRO CHAPAS:
Rio Grande do Sul.

No Estado do Amazonas, a Chapa Única é composta pelos seguintes candidatos:

CONSELHEIRO FEDERAL - CAU/BR:

RODRIGO CAPELATO - TITULAR
MARCELO BORBOREMA - SUPLENTE

CONSELHEIROS ESTADUAIS - CAU/AM:

JAIME KUCK – TITULAR
ROBERTO MOITA - SUPLENTE
ANA LOUREIRO – TITULAR
BRUNA SANTANA ARRUDA - SUPLENTE
MARCOS CERETO – TITULAR
GERALDO VALLE - SUPLENTE
CRISTIANE SOTTO MAYOR – TITULAR
PAULO LINDENBERG - SUPLENTE
CLAUDIO NINA – TITULAR
DANIEL ALFAIA - SUPLENTE
CLAUDIA NERLING – TITULAR
MELISSA TOLEDO -SUPLENTE
MAURICIO CARVALHO – TITULAR
JOSE AUGUSTO BESSA JUNIOR - SUPLENTE
HERALDO REIS - TITULAR
HELDER AMORIM - SUPLENTE
PEDRO PAULO - TITULAR
FRANCISCO FERNANDES - SUPLENTE





Acompanhe o Blog pelo Twitter e Facebook



LIXO URBANO: DO GÁS À ENERGIA ELÉTRICA



Publicado originalmente em acritica.com:

Uma nova tecnologia pode ajudar os municípios do interior a minimizar os problemas causados pelo lixo urbano. A técnica promete transformar o lixo em gás e, de quebra, gerar energia elétrica. O sistema já é utilizado no interior do Paraná e de São Paulo e, segundo seus idealizadores, em tese, poderia ser utilizada em todos os municípios do Amazonas.

A gaseificação é um processo que consiste no aquecimento do lixo em uma câmara especial que suporta altas temperaturas e pressão. Submetido a essas condições, o lixo se transforma em gás, que por meio de processos físico-químicos é transformado em combustível. Esse gás pode ser apenas queimado em torres de combustão ou utilizado em usinas termelétricas, como as que geram eletricidade em Manaus e no interior do Estado.

A tecnologia de gaseificação que poderá ser desenvolvida no Amazonas está sendo trazida por meio de uma parceria entre a paranaense ELBrasil e a RioLimpo, empresa que atua no Amazonas. Evandro Lopes, sócio da ELBrasil e professor de engenharia de materiais da Universidade Federal do Paraná, diz que a gaseificação do lixo é uma alternativa às dificuldades encontradas pelos municípios do interior do Amazonas em relação ao armazenamento dos resíduos sólidos e à geração de energia elétrica. “A gaseificação faz o lixo virar gás e esse gás pode ser usado em usinas térmicas. Esse gás pode substituir total ou parcialmente o óleo diesel usado para a produção de energia elétrica”, explica. Segundo Joaquim Buemerad, diretor da RioLimpo, algumas prefeituras demonstraram interesse pela tecnologia.

“Através da Associação Amazonense de Municípios (AAM), vários municípios já conhecem o projeto, porém, estamos tentando junto ao presidente da AAM para tratarmos o assunto em palestra para que todos os prefeitos possam conhecer essa tecnologia. O interesse existe e a implantação dessa tecnologia se encaixa em vários municípios, devido à característica do nosso Estado em possuir cidades pequenas”, disse. O presidente da AAM, Jair Souto, disse que vai se reunir com técnicos e que pretende reunir todos os prefeitos do interior para apresentar o processo. “A princípio, é uma tecnologia que nos interessa, sobretudo porque pode nos ajudar com o processo de adequação à Lei dos Resíduos Sólidos. Mas precisamos primeiro, nos inteirar sobre os detalhes”, adiantou Souto.

Dos 62 municípios do Estado, apenas dois - Manaus e Coari - têm aterros sanitários em condições adequadas. A Lei Federal de Resíduos Sólidos determinou que todos os municípios brasileiros apresentem, até 2012, um plano de gestão sobre como vão tratar e acondicionar o lixo.


FOTO: LIXÃO DO MUNICÍPIO DE MAUÉS/AM - CLAUDEMIR ANDRADE



Acompanhe o Blog pelo Twitter e Facebook