quarta-feira, 13 de junho de 2012

PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA: PREFEITURA DE MANAUS DISPONIBILIZA INSCRIÇÃO ONLINE



Publicado originalmente no D24am.

Desde a última segunda feira (04), está disponível, via online, um formulário de inscrição ao programa de habitação ‘Minha Casa, Minha Vida’ em Manaus. A Secretaria de Habitação e Assuntos Fundiários (SEHAF), responsável pelo cadastramento, fez uma parceria com 32 lan houses, que foram credenciadas para ajudar os candidatos na hora da inscrição.

O secretário de Habitação, Valtair Cruz Obando, explica que este é um sistema em que qualquer pessoa pode se cadastrar. “Nós lançamos no final do mês de maio, o SisHab, que é um sistema para cadastro através do site da secretaria, onde o candidato vai estar se habilitando a ser um provável beneficiado. Essas pessoas que se cadastrarem tem um perfil, que vai ser analisado no futuro próximo, quando a gente concluir a construção dos apartamentos que estão sendo propostos pela prefeitura ainda este mês", explicou Obando.

"Os cadastrados serão apenas participantes enquanto pré-inscritos, então não é garantia de estarem já habilitados, nós apenas facilitamos essa relação com as pessoas colocando nas lan houses estagiários nossos para auxilio das pessoas ao cadastro, que é gratuito. E é meramente um cadastro, só depois vai ter todo um acompanhamento e, na sequência, vamos informar maiores detalhes. É um sistema novo, inédito na cidade de Manaus, a prefeitura está inovando e trazendo essa ferramenta pra facilitar, para que todos tenham acesso ao cadastro”, finalizou o secretário.

Quem tiver acesso a internet pode se inscrever em casa mesmo, através do site: http://sehaf.manaus.am.gov.br

“Este é um programa do ‘Minha Casa, Minha Vida'. Na verdade, ninguém vai ganhar casa da prefeitura. A prefeitura em parceria com o governo federal está com o projeto para ajudar as pessoas que ganham até dois salários mínimos e quer ter a casa própria, esse é o grupo prioritário. Paralelamente à construção dos apartamentos, em junho a prefeitura trabalhará o cadastro, identificando as pessoas que podem ser beneficiadas, mas não é de graça, as pessoas vão pagar entre 50 e no máximo 1.600,00 reais por mês. Mas não é doação”, afirmou o secretário.


Fonte: D24am.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Registre aqui o seu comentário. Obrigado